Tocha será entregue a autoridades brasileiras nesta quarta-feira© Getty Tocha será entregue a autoridades brasileiras nesta quarta-feira
Em ação sigilosa na manhã desta quinta-feira, a Polícia Federal prendeu um grupo extremista que planejava atentados durante os Jogos Olímpicos, 15 dias antes do início do maior evento multiesportivo do mundo.
Dez brasileiros foram os detidos na operação que aconteceu em dez estados, segundo o ministro da Justiça, Alexandre de Moraes. Eles fariam parte de uma célula do Estado Islâmico, que está por trás dos ataques na Europa e nos Estados Unidos nos últimos meses.
"Eles seguiram o mesmo roteiro dos terroristas envolvidos nos atentados em Orlando, nos Estados Unidos, e de Paris, na França: foram recrutados pela internet e juraram lealdade ao Estado Islâmico", diz reportagem da revista Época.
"Com autorização judicial, a Polícia Federal monitorou mensagens trocadas pelo grupo nas redes sociais, sobretudo Facebook e Twitter", continua. A compra de armamentos estava sendo analisada nas trocas de mensagens.
O ministro da Justiça, Alexandre de Moraes, dará entrevista coletiva ainda hoje para explicar a situação.
Nas últimas semanas, o governo brasileiro tem feito várias ações para garantir aos turistas que virão à Olimpíada que o país está seguro quanto ao terrorismo.
DO MSN
Reações:

Postar um comentário

 
Top