Jovem de 20 se livrou de homem com ajuda de vigilante e mototaxista
vitima-estupro
vitima-estuproEstudante sofreu tentativa de estupro dentro da Uneb em Juazeiro (Foto: Reprodução/ TV Bahia)
Uma estudante de pedagogia, de 20 anos, sofreu uma tentativa de estupro dentro do campus da Universidade Estadual da Bahia (Uneb), na cidade de Juazeiro, norte da Bahia. De acordo com a delegada Rosineide Mota, titular da Delegacia da Mulher (Deam) no município, o crime ocorreu na noite de quinta-feira (2), mas o registro do caso foi feito na unidade policial nesta sexta-feira (3).
“Quando eu percebi eu já estava sendo segurada por ele. Não esperava, estava vindo distraída e quando vi ele já estava me segurando, puxando pra ir pro mato, dizendo: venha comigo, venha aqui. Voce não quer que eu atire em você, né?”, relatou a vítima.
Segundo a delegada, a vítima se deslocava de um prédio para outro dentro da instituição, que fica no bairro São Geraldo, quando foi atacada por um homem desconhecido. A abordagem foi feita em uma espécie de estrada que fica dentro do campus três da Uneb e liga o Departamento de Tecnologia e Ciências Sociais ao Departamento de Ciências Humanas. No local existem muitas árvores, o que pode ter servido de esconderijo para o criminoso.
“Imaginava que lá dentro [da universidade] eu estava segura, mas agora vejo que ninguém está seguro. Me sinto violada. Como fazer? Como viver? Me sinto mal. Não posso mais andar sozinha”, desabafou a estudante.
uneb-juazeiro
uneb-juazeiroCampus da Uneb em Juazeiro (Foto: Reprodução/ TV Bahia)
A vítima conseguiu se livrar do criminoso com a ajuda de um mototaxista e um vigilante, segundo a delegada Rosineide Mota. “Ela contou que reagiu, gritou e um mototaxista que passava do lado de fora da universidade ouviu. Foi ele quem chamou um vigilante para socorrer a jovem. O suspeito fugiu ao perceber a aproximação dos dois homens”, afirmou a delegada.
A polícia ainda não tem pista do suspeito de tentar estuprar a jovem. A titular da Deam informou ao G1 que o retrato falado do criminoso só deve ser elaborado na próxima semana, pois a Polícia Civil de Juazeiro não dispõe do profissional que faz o serviço. O trabalho será agendado para ser feito na sede da Polícia Federal na cidade, segundo a delegada.
O acesso às pessoas da comunidade dentro do campus é livre. A direção da universidade informou que vai tomar medidas para reforçar a segurança no campus.
*Do G1 BA
Reações:

Postar um comentário

 
Top