Os cantores e compositores Allan Clistenis e Arley Cristian, da banda Dibôa, no Recife, entraram com um processo na Justiça contra a banda Aviões do Forró. Segundo o colunista Léo Dias, do jornal O Dia, que teve acesso aos registros, que  corre desde 2012 na 26ª Vara Cível da Comarca de Recife, os irmãos acusam o grupo de forró de utilizarem indevidamente suas músicas. 
 
“Eles começaram a executar a nossa música como se fosse deles! Fecharam parcerias com cervejarias — porque a letra fala de cerveja — mesmo depois de uma liminar expedida pelo juiz estipulando uma multa de R$ 5 mil ao dia”, contou Allan à publicação se referindo à música 'Só se for gelada'. 
 
Ainda segundo Allan, o grupo fez a mesma coisa com a música ‘Pra Lavar’, que faz parte do repertório do show. “Eles passaram a comercializar a música como deles novamente. Tenho mais de 20 anos de carreira. Meu irmão e eu temos uma banda pequena chamada Banda Dibôa e a gente luta para ter sucesso. Aí vem um grupo grande como o Aviões e usa as nossas canções indevidamente”, reclamou. Allan vai entrar hoje com outro processo contra o Aviões do Forró por causa de ‘Pra Lavar’.
 
À coluna, a assessoria da banda Aviões do Forró afirmou desconhecer o processo. 
* Bocão New
Reações:

Postar um comentário

 
Top