Capitão e jogador mais vitorioso da história do clube, zagueiro brasileiro tem na final da Liga dos Campeões a chance de concluir a passagem com título inédito


A decisão da Liga dos Campeões entre Paris Saint-Germain e Bayern de Munique, no domingo, será a conclusão de uma campanha histórica da equipe francesa. A partida que começa às 16h e tem transmissão em Tempo Real pelo ge também marcará o fim da jornada de Thiago Silva com a camisa do PSG.

A trajetória do ídolo na França começou em 2012 e se confunde com a época de maior sucesso do clube. Durante o período em Paris, o zagueiro de 35 anos se tornou o jogador mais vitorioso do clube, empatado com o italiano Marco Verratti. São 23 títulos em oito anos, e a quinta colocação entre os que mais jogaram pelo PSG. O brasileiro tem a chance de encerrar a trajetória com chave de ouro: conquistar a Liga dos Campeões, inédita para ele e para o time.

Enquanto jogava contra a Atalanta, não tinha certeza se era o meu último jogo ou se teria a oportunidade de jogar outro. E não posso deixar de pensar nisso, acho que é natural. Mas estou bastante sereno e muito feliz com tudo o que vivi no clube – disse o zagueiro em entrevista ao site oficial do PSG.

"E se esta final for meu último jogo, ficarei feliz. Eu fui capaz de dar tudo que pude. Mas o mais importante é o que fazemos no terreno. Estamos escrevendo história e não queremos parar por aí"

Thiago Silva é apresentado, em 2012, ao lado do presidente Nasser Al-Khelaifi e de Leonardo — Foto: Bertrand Guay/AFP
Thiago Silva é apresentado, em 2012, ao lado do presidente Nasser Al-Khelaifi e de Leonardo — Foto: Bertrand Guay/AFP

Thiago Silva chegou à França após passagem de destaque pelo Milan como parte do projeto de transformar o clube em um dos maiores do mundo. A transferência custou 42 milhões de euros aos cofres parisienses, o que fez dele, à época, o segundo defensor mais caro do mundo. Ao ser apresentado, Thiago foi chamado de "melhor zagueiro do mundo" pelo presidente do PSG, Nasser Al-Khelaiïfi.

O primeiro jogo do brasileiro foi a vitória por 4 a 1 sobre o Dínamo de Kiev na fase de grupos da Liga dos Campeões. Thiago teve boa atuação e fez um dos gols da partida. A temporada de estreia do zagueiro foi muito elogiada pela imprensa francesa. Das 34 partidas em que ele esteve em campo, a equipe não sofreu gols em 19.

Com brasileiros em quase todos os seus títulos, PSG completa 50 anos


Os bons resultados se traduziram no título do Campeonato Francês, terceiro da história do PSG e primeiro em 19 anos. No entanto, o brasileiro não teve o mesmo sucesso na Liga dos Campeões e foi eliminado pelo Barcelona nas quartas. As partidas terminaram empatadas, mas a equipe espanhola fez dois gols fora de casa e se classificou.

O trabalho com Laurent Blanc rendeu três tripletes e um quádruplo nacional entre 2014 e 2016. Capitão, Thiago Silva liderou o time do PSG e foi presença constante nas seleções da Fifa durante o período. No entanto, a Liga dos Campeões foi a pedra no sapato do clube e do brasileiro. O PSG não conseguiu ter boas campanhas e caiu três vezes seguidas nas quartas de final.

Thiago Silva levanta a taça de campeão da Copa da França de 2015 — Foto: EFE/EPA/IAN LANGSDON
Thiago Silva levanta a taça de campeão da Copa da França de 2015 — Foto: EFE/EPA/IAN LANGSDON

A chegada de Unai Emery, em 2016, balançou a titularidade de Thiago pela primeira vez. O técnico testa opções diferentes, e deixa o brasileiro no banco contra o Real Madrid, pelas oitavas da Champions, em 2018. O time foi derrotado, e a escolha do treinador foi criticada pela imprensa e pela esposa do jogador. Na partida de volta, Thiago foi titular, mas não conseguiu evitar a eliminação.

Títulos de Thiago Silva pelo PSG

CompetiçãoAno
Campeonato Francês2013, 2014, 2015, 2016, 2018, 2019, 2020
Copa da França2015, 2016, 2017, 2018, 2020
Copa da Liga Francesa2014, 2015, 2016, 2017, 2018, 2020
Supercopa da França2013, 2015, 2017, 2018, 2019

A temporada seguinte ficou marcada por outra eliminação da Liga dos Campeões. Após vencer o Barcelona na ida das oitavas por 4 a 0, o PSG levou a virada na volta e perdeu de 6 a 1. Presente apenas na segunda partida, o capitão Thiago Silva afirmou que Neymar, futuro colega de time, o "enlouqueceu" em campo.



Os detalhes e depoimentos da virada épica do Barcelona sobre o PSG na Liga dos Campeões

Thomas Tuchel assumiu o comando em 2018 e confirmou Thiago Silva como capitão e um dos principais pilares da equipe. Na primeira Champions sob o comando do alemão, porém, o sonho do título foi destruído pelo Manchester United.

Melhores momentos: RB Leipzig 0 x 3 PSG, pela semifinal da Liga dos Campeões da Europa


Em junho deste ano, Thiago Silva foi informado por Leonardo, diretor esportivo do PSG, que o contrato dele não seria renovado. A despedida do zagueiro, porém, está à altura do legado que deixará no clube. Nesta temporada, ele já conquistou três taças com o clube: Campeonato Francês, Copa da França e Copa da Liga Francesa. Na Liga dos Campeões, o capitão segura a defesa menos vazada do torneio. Contra o Bayern, tem a chance de levantar a Orelhuda, grande sonho dos parisienses.

Os números de Thiago Silva comprovam a assertividade do jogador em campo. Conhecido pela calma, o brasileiro levou apenas um cartão vermelho e 25 amarelos durante os oito anos de França. Em 314 partidas oficiais, o capitão parisiense conquistou 23 títulos, numa média de 2,8 por temporada. Se conquistar a Champions, arredonda o número para três.




Reações:

Postar um comentário

 
Top