Homem alega ter praticado relação consensual. Vítima diz que estava bêbada, que não lembrava de entrar no carro e que só ficou consciente ao sentir dores

Motorista foi preso em flagrante por suspeita de abusar de passageira

Motorista foi preso em flagrante por suspeita de abusar de passageira

Reprodução/Facebook/Ontario Provincial Police
Um motorista de aplicativo foi preso em flagrante sob suspeita de estuprar uma passageira em São Bernardo do Campo, no ABC Paulista, na madrugada de sábado (14).
O caso foi registrado e é investigado pelo 1° DP do município.

Do: noticias.r7

Depoimentos

A vítima relatou à polícia que foi a um bar com as amigas, onde tomou bebidas alcoólicas. Em determinado momento, começou a passar mal e vomitou. Depois disso, disse que não se recorda de ter entrado no carro chamado por aplicativo e que só recobrou a consciência quando começou a sentir dores. Então a passageira se deu conta de que estava dentro de um veículo com um homem desconhecido sobre seu corpo, praticando uma relação sexual.
Ela afirma que não conseguiu reagir e perdeu a consciência novamente, vindo a recobrá-la momentos mais tarde, quando ainda era estuprada. Em seguida, ela conseguiu sair do veículo e pedir ajuda para um funcionário de um prédio nas imediações, que acionou a PM.

Motorista foi preso em flagrante por suspeita de abusar de passageira

Reprodução/Facebook/Ontario Provincial Police
Um motorista de aplicativo foi preso em flagrante sob suspeita de estuprar uma passageira em São Bernardo do Campo, no ABC Paulista, na madrugada de sábado (14).
O caso foi registrado e é investigado pelo 1° DP do município.

Depoimentos

A vítima relatou à polícia que foi a um bar com as amigas, onde tomou bebidas alcoólicas. Em determinado momento, começou a passar mal e vomitou. Depois disso, disse que não se recorda de ter entrado no carro chamado por aplicativo e que só recobrou a consciência quando começou a sentir dores. Então a passageira se deu conta de que estava dentro de um veículo com um homem desconhecido sobre seu corpo, praticando uma relação sexual.
Ela afirma que não conseguiu reagir e perdeu a consciência novamente, vindo a recobrá-la momentos mais tarde, quando ainda era estuprada. Em seguida, ela conseguiu sair do veículo e pedir ajuda para um funcionário de um prédio nas imediações, que acionou a PM.
Reações:

Postar um comentário

 
Top