Para a Polícia Federal, Thiago Philipe Bragança e Walderson Junior confessaram o assassinato de Ana Paula Braga, de 24 anos. Ela estava desaparecida desde o começo do mês.

Ana Paula estava desaparecida desde o início de fevereiro — Foto: Reprodução/ TV Gazeta
Dois homens foram presos neste sábado (22), em Vitória, suspeitos de matar uma mulher nos Estados Unidos. De acordo com a Polícia Federal, Thiago Philipe Souza Bragança e Walderson Junior da Silva confessaram o assassinato de Ana Paula Feitosa dos Santos Braga, de 24 anos. O caso é investigado pela Polícia Federal e o corpo da jovem ainda não foi encontrado.
Ana Paula morava em Los Angeles e estava desaparecida desde o começo do mês. Para a Polícia Federal, Thiago e Walderson mataram a jovem estrangulada com um fio de energia. Depois, enrolaram corpo em um colchonete e colocaram no porta-malas do carro dela.
Vídeos também mostram que, após o assassinato, eles zombaram da vítima e chegaram a 
gravar um vídeo mostrando o celular dela. "Eu matei ela e ainda estou com o telefone da mulher,
 né", disse um deles, no vídeo.

Prisão

Uma denúncia chegou à Polícia Federal, que analisou imagens das câmeras de segurança perto
 do prédio de Ana Paula.
A polícia viu que, no dia do crime, ela entrou no prédio com dois homens e depois de algumas
 horas eles desceram carregando apenas o edredom, usado para esconder o corpo.Suspeitos filmaram a cena do crime, que mostra sangue no chão — Foto: Reprodução/ TV Gazeta
Suspeitos filmaram a cena do crime, que mostra sangue no chão — Foto: Reprodução/ 
TV Gazeta
Após o crime, os suspeitos abandonaram o carro de Ana Paula e foram para o México, de 
ônibus. Lá, pegaram um voo para o Brasil, onde chegaram no dia 6 deste mês, e foram para 
o interior do Espírito Santo, onde têm familiares.
Os dois foram presos nesta manhã, em Vitória, e confessaram o crime. “O Núcleo de 
Repressão às Organizações Criminosas e à Corrupção (Nuroc) instaurou inquérito, pediu 
a prisão e a prisão foi concedida. Paralelamente, a Polícia Federal e o serviço de inteligência 
da Polícia Militar já estavam de campana. O 7º Batalhao da PM de Cariacica descobriu onde 
eles estavam e efetuaram a prisão", disse o secretário de Segurança Pública, Roberto Sá.
Após ser preso, Thiago falou que eles estavam usando drogas no dia do crime e que agiram 
para se defender, porque Ana Paula estaria com uma faca.
O corpo da jovem ainda está desaparecido. O carro dela foi encontrado semana passada, no estacionamento de um cassino em outro estado americano, Oklahoma.
Nos Estados Unidos, Ana Paula trabalhava em uma empresa de aplicativo de transporte. 
A mãe dela mora na cidade de Mateus Leme, em Minas Gerais, e fez um vídeo pedindo 
ajuda para trazer o corpo da filha para o Brasil.
"Me ajude a trazer o corpo da minha filha para ser enterrada aqui na cidade onde moro",
 disse Delma Félix.
Em Washington, o adido da Polícia Federal nos Estados Unidos, Eugênio Ricas, comentou
 o caso.
“O que agora a gente espera é que os americanos vão continuar trabalhando na busca por 
mais provas e que, através da Polícia Federal, nós vamos internacionalizar essas provas no 
Brasil e para conseguir uma condenação pesada, que é o que esses indivíduos merecem”, 
disse
Segundo a Polícia Federal, suspeitos confessaram o assassinato — Foto: Reprodução/ TV Gazeta



Reações:

Postar um comentário

 
Top