Suspeito de envolvimento nas mortes de 4 motoristas por app em Salvador confessa crime e diz que objetivo era roubar vítimas

Suspeito e informações sobre o caso foram apresentados em coletiva de imprensa, nesta sexta — Foto: Maiana Belo/G1 Bahia

Informações foram divulgadas em coletiva de imprensa, na manhã desta sexta (27). Segundo a polícia, eles decidiram matar os motoristas após duas das vítimas reagirem.

Um homem suspeito de envolvimento na morte dos quatro motoristas por aplicativo em Salvador, e que foi preso na quinta-feira (26), disse à polícia que o objetivo do grupo era roubar os veículos das vítimas.
O depoimento dele contraria a versão divulgada pelo governador Rui Costa, de que os assassinatos teriam sido ordenados por um traficante, após motoristas por app negarem corrida à mãe dele. Outros quatro envolvidos no crime morreram. Dois foram encontrados mortos e outros foram baleados em confronto com policiais.
"A hipótese de vingança foi descartada. Eles não queriam matar porque um motorista negou socorro a mãe de um deles. O objetivo era roubar dinheiro e os carros", explicou o delegado Odair Carneiro, responsável pelo caso.
O suspeito apresentado em coletiva de imprensa, na manhã desta sexta-feira (27), foi identificado como Benjamin Franco da Silva, de 25 anos. Travesti e também conhecido como Amanda, segundo a políciam ele ajudou a acionar as vítimas, através dos aplicativos.
Após investigações, Benjamin foi encontrado na casa de familiares, na localidade do Alto do Tanque, bairro de Periperi, no subúrbio de Salvador.

Postar um comentário

0 Comentários