[Corpo de policial é encontrado em matagal com sinais de tortura]
O corpo do policial militar Antônio José Pereira Braga foi encontrado nesta quarta-feira (26) em um matagal, na Rua Antônio de Santana, no bairro Nova Esperança, em Feira de Santana, a 116 km de Salvador. A vítima, com sinais de torturas, estava com um fio preso ao pescoço e com marcas de queimaduras nas mãos.
Segundo relatos de amigos, o militar trabalhou no Carnaval de Salvador e chegou em Feira de Santana por volta das 6h de segunda-feira (24), e desde então não tinha entrado em contato com a família.
A vítima já trabalhava há 14 anos com o título de cabo. O policial morava em Feira de Santana e era lotado no 16º Batalhão de Serrinha. Familiares da vítima reconheceram o corpo no Departamento de Polícia Técnica (DPT).
Os policiais civis que investigam a ocorrência ainda não identificaram a motivação do homicídio efetuado com requintes de cureldade.
A Polícia Militar emitiu nota de pesar sobre a morte do cabo Antônio José Pereira. Confira a nota da íntegra:
É com imenso pesar que a Polícia Militar informa a morte do cabo Antônio José Pereira Braga, de 49 anos, lotado no 16º Batalhão. Cabo Braga fazia parte da corporação há 23 anos, era casado e deixa duas filhas. O militar possuía uma postura disciplinada e discreta, com a conduta elogiada pelos comandantes. O sepultamento será às 16h desta quinta-feira (27), no Cemitério Jardim Celestial, em Feira de Santana.
Muitos colegas de trabalho lamentaram o assassinato do policial nas redes sociais.
Do: bnews
Reações:

Postar um comentário

 
Top