Em resposta às afirmações feitas pelo vereador Amorim (Andorinha), conforme matéria postada no site Andorinha Zoom, a Empresa Baiana de Águas e Saneamento (Embasa) esclarece que a falta de água na sede e na zona rural do município de Andorinha, em períodos do mês de novembro, ocorreu tão somente em decorrência de problemas no sistema de bombeamento de água e rompimentos nas adutoras, de água bruta e tratada do município, ao contrário do que afirmou o vereador, que, durante sessão em plenário, sugeriu que a Embasa estivesse racionando água para economizar energia elétrica. Na última sexta-feira, 04 de dezembro, atos de vandalismo provocaram vazamentos na adutora de água tratada, obrigando a Embasa a interromper novamente o abastecimento. O problema já foi solucionado e o fornecimento de água retomado.  

Desde outubro, a Embasa tem realizado diversas ações e instalado novos equipamentos nas unidades que compõem o sistema de abastecimento de Água de Andorinha, a fim de melhorar a vazão de água e evitar quebramentos de adutora. Estas intervenções já surtiram efeitos positivos. Relatórios dos principais canais de comunicação da empresa apontam que, na última semana, houve uma diminuição no número de reclamações sobre falta de água no município.

Sobre a situação do Lago do Sobradinho

Na mesma matéria, o vereador cogitou que a Embasa estaria justificando o baixo nível do Lago do Sobradinho como uma das razões da falta de água. Em resposta, a Empresa Baiana de Águas e Saneamento esclarece que, até o momento, não houve racionamento de água, mas somente uma campanha educativa em Andorinha, Uauá, Pilar e outras comunidades de Jaguarari para alertar a população sobre a situação do manancial e incentivá-la a economizar água.  A restrição na oferta do recurso hídrico poderá ocorrer, caso a situação de escassez persista, e será comunicada a população.

Adriano Aleixo 
Assessoria de Comunicação da Embasa
Unidade Regional de Senhor do Bonfim
74 - 3541 8400
74 - 8110 6858
74 - 9129 3746
Reações:

Postar um comentário

 
Top