A empresa também encerra as vendas por catálogo, redução programa de fidelidade, entre outras medidas

Foto: Reprodução
Uma das principais lojas de varejo de moda, a Marisa, foi afetada duramente pela crise econômica. Em busca de reduzir os impactos, a empresa anunciou o fechamento de algumas lojas, além do fim das vendas por catálogo, redução do programa de fidelidade e mudanças no braço financeiro da companhia. As mudanças devem trazer uma economia superior a R$ 40 milhões em 2016.

“A Marisa passou por uma revolução nos últimos meses. Após três anos de crescimento muito acelerado, era importante fazer uma parada técnica. Mas fomos pegos por uma crise sem precedentes. Vamos trabalhar de forma obstinada para recuperar a rentabilidade e a consistência dos resultados. As medidas adotadas nos darão um diferencial”, afirmou Marcio Goldfarb, presidente da Marisa.

Cinco lojas da companhia foram fechadas em outubro e mais 15 podem também encerrar as atividades nos próximos dias. “Não estou falando que as 15 lojas serão fechadas. A possibilidade de fechar todas é remota, mas existe. São medidas estruturais que vêm sendo avaliadas a adotadas para preparar a companhia para um ano pior”, disse ao Valor Econômico.
Reações:

Postar um comentário

 
Top