Força-tarefa da Lava Jato quer investigar contratos dos Jogos Olímpicos
Foto: Alex Ferro/ Divulgação / Rio 2016
A força-tarefa da Operação Lava Jato pretende investigar contratos de obras relacionadas aos Jogos Olímpicos de 2016 no Rio de Janeiro, que alcançam a ordem de R$ 40 bilhões. A informação foi confirmada à agência Reuters pelo delegado Igor Romário de Paula, membro da equipe. A Polícia Federal acredita que algumas das empreiteiras que são alvo da investigação por fazer parte do esquema de corrupção em contratos da Petrobras possam ter cometido irregularidades, como acerto de preços e pagamento de propina para obter contratos de construções olímpicas. Das cerca de 30 empresas investigadas pela Controladoria-Geral da União (CGU), cinco constroem a maior parte dos equipamentos esportivos e da infraestrutura dos Jogos. Deste grupo, a Odebrecht tem parte em mais da metade do valor dos projetos olímpicos. "Em todas as situações em que alguma investigação foi feita nas contratações dessas empresas esse modelo de corrupção se repetiu", disse "É possível que tenha se repetido também para as obras da Olimpíada de 2016", afirmou. Ele afirma que a apuração sobre os contratos dos Jogos Olímpicos será realizada "na sequência", mas não estipulou prazo. De acordo com o delegado, porém, não existem provas de crimes relacionados a obras dos Jogos Olímpicos. 
bahia noticias
Reações:

Postar um comentário

 
Top