Maracanã com mosaicos das torcidas de Botafogo e Vasco na final do Carioca 2015© Pedro Henrique Torre/ESPN.com.br Maracanã com mosaicos das torcidas de Botafogo e Vasco na final do Carioca 2015
O jornal Folha de S.Paulo revelou no começo da tarde desta sexta-feira que a construtora Andrade Gutierrez fechou acordo de delação com a Procuradora-Geral da União (PGU) e os procuradores que atuam no QG da Operação Lava Jato no Paraná.

Segundo a reportagem, a empreiteira confessou ter pago propina em obras de estádios usados na Copa do Mundo de 2014.
Ela participou das reformas, sozinha ou em parceria, do Maracanã (ao lado da Odebrecht), do Mané Garrincha, do Beira-Rio e da Arena Amazônia.
Além disso, a Andrade Gutierrez (segunda maior construtora do país) pagará multa de R$ 1 bilhão por causa de outras acusações, como a formação de cartel na Petrobras e pagamento de subornos para conseguir a concessão de obras públicas.
A multa - a maior até agora aplicada pela Operação Lava Jato - tem como objetivo evitar que a empreiteira perca seus contratos com o poder público.
Três executivos da empresa mineira - dentre eles seu presidente, Otávio Azevedo - estão presos na carceiragem da Polícia Federal em Curitiba
Reações:

Postar um comentário

 
Top