Clóvis Acosta Fernandes faleceu aos 60 anos, vítima de um câncer (Foto: Reprodução/Twitter)
Clóvis Acosta Fernandes faleceu aos 60 anos, vítima de um câncer (Foto: Reprodução/Twitter)
Clóvis Acosta Fernandes, mais conhecido como Gaúcho da Copa, faleceu aos 60 anos nesta quarta-feira, vítima de um câncer contra o qual lutava há nove anos. Sua morte foi confirmada pelo Hospital Santa Casa, onde estava internado.
Clóvis se tornou um símbolo do Brasil. Acompanhando a Seleção Brasileira em sete Copas do Mundo, o ‘Gaúcho da Copa’ foi considerado amuleto na disputa do penta no Japão e a cara da tristeza brasileira na goleada de 7 a 1 da Alemanha na fatídica semifinal da Copa de 2014, em Belo Horizonte.
Corretor de imóveis, Clóvis era fanático pelo Grêmio. Sua trajetória como figura icônica começou em 1990, na Itália. Naquela época, a Seleção Brasileira era treinada por Sebastião Lazaroni e acabou sendo eliminada da Copa nas oitavas de final, contra a Argentina, com gol de Caniggia em jogada genial de Maradona.
Depois da desilusão de Turim, Clóvis tomou gosto pela coisa e passou a acompanhar a Seleção Brasileira nos principais eventos nacionais e internacionais. O gaúcho presenciou três finais de Copa do Mundo e viu o Brasil levar a melhor em duas delas. Iniciou sua caminhada com três estrelas no peito e se foi com cinco.

Além do principal torneio de futebol do mundo, o Gáucho da Copa também esteve presente em Copas das Confederações, Olimpíadas e Eliminatórias. Percorreu mais de 60 países e esteve apoiando o Brasil em mais de 150 oportunidades. O velório será às 16h (de Brasília), no Cemitério São Miguel e Almas, em Porto Alegre.
Reações:

Postar um comentário

 
Top