CBF comunica a desconvocação do lateral-direito do Bayern de Munique, que deseja defender a equipe campeã mundial assim que conseguir tirar o passaporte alemão

Rafinha Bayern (Foto: Reprodução / Facebook)Rafinha joga no futebol alemão desde 2005 e poderá substituir Philipp Lahm na seleção (Foto: Facebook)
Rafinha abriu mão da possibilidade de defender a seleção brasileira. Convocado por Dunga para as duas primeiras rodadas das eliminatórias para Copa do Mundo de 2018 por conta das lesões de Danilo e Daniel Alves (Fabinho, do Monaco, foi outro chamado), o lateral-direito do Bayern de Munique pediu dispensa e revelou o desejo de defender a Alemanha, país onde vive há mais de dez anos. A CBF emitiu comunicado no início da noite desta terça-feira confirmando a vontade do brasileiro e ainda não informou quem será seu substituto. 
De acordo com o texto publicado no site da entidade, Rafinha entrou em contato pessoalmente com a confederação pedindo dispensa. O lateral demonstrou consciência de que não está entre as principais opções de Dunga e optou por brigar pelo espaço na seleção alemã. Ele poderá ser chamado pelo técnico Joachim Löw assim que conseguir tirar o passaporte - o processo está em andamento.    
- Não venho sendo chamado regularmente, não sou uma das principais opções em minha posição, considerando que há outros profissionais na minha frente - disse o jogador do Bayern de Munique, que completou 30 anos no início do mês. 
A CBF se mostrou compreensiva com a escolha do atleta:   
- Respeitamos a opção do jogador, elogiamos a sua transparência e estamos executando o cancelamento da convocação de Rafinha. A CBF entende que somente jogadores integralmente comprometidos com a Seleção e nossa filosofia de trabalho podem fazer parte do grupo que representa o Brasil pelos gramados de todo o mundo - concluiu em comunicado.
Os boatos de que Rafinha estaria nos planos da Alemanha surgiram em agosto. O lateral-direitoPhilipp Lahm, aposentado depois do título no Brasil, praticamente o elegeu como seu substituto na seleção. Disse que ele “faz um trabalho tremendo e tem enorme classe” e daria tal conselho ao técnico Joachim Löw. Fora isso, não há empecilhos jurídicos, já que Rafinha não disputou partidas oficiais pela seleção brasileira – apenas amistosos e os Jogos Olímpicos de 2008.
lahm rafinha bayern munique x werder bremen (Foto: Reuters)Rafinha poderá substituir o aposentado Philipp Lahm na seleção alemã (Foto: Reuters)
Reações:

Postar um comentário

 
Top