Ciclista neozelandesa que participou dos Jogos do Rio morre aos 24 anos

 

Família confirmou a morte de Olivia Podmore, que não se classificou para as Olimpíadas de Tóquio após competir no Brasil em 2016.

Olivia Podmore, de 24 anos, foi encontrada morta nesta segunda-feira na sua casa em Cambridge, na Nova Zelândia. A família da atleta confirmou o ocorrido em post numa rede social. Podmore era ciclista profissional e competiu nas Olimpíadas do Rio de Janeiro em 2016, mas não se classificou para os Jogos Olímpicos de Tóquio. A polícia afirmou que ainda investiga a causa da morte.
Em um post na sua conta no Instagram na manhã desta segunda-feira (noite no Brasil), que foi deletado, Olivia falou sobre a pressão de ser uma atleta e competir em alto nível.- Esporte é uma grande ferramenta para tantas pessoas, é uma dificuldade, uma luta, mas é tão alegre. O sentimento de vencer é diferente de tudo, mas o sentimento quando você perde, não é selecionado ou se qualifica, se lesiona, não alcança as expectativas da sociedade como ter uma casa, se casar, ter filhos, tudo porque você dá o seu melhor para o seu esporte também é diferente de tudo - escreveu a atleta.
Nascida em Christchurch, Olivia Podmore morava em Cambridge, onde a seleção de ciclismo da Nova Zelândia treina. A atleta competiu nas Olimpíadas do Rio de Janeiro em 2016 no sprint de equipe, mesma modalidade que disputou no Mundial daquele mesmo ano. Ela não conseguiu vaga para os Jogos Olímpicos de Tóquio.



Postar um comentário

0 Comentários