Márcio Vitor recebendo a bicicleta doada pelo grupo de ciclistas de Feira de Santana — Foto: Reprodução/Redes Sociais

Márcio Vitor recebendo a bicicleta doada pelo grupo de ciclistas de Feira de Santana — Foto: Reprodução/Redes Sociais

Cristiano Torres, de 42 anos, que integra grupo que ajudou Marcio Vitor, de 12, contou como foi o encontro com o garoto e a iniciativa de ajuda.Um garoto de 12 anos, que mora na zona rural de Feira de Santana, cidade que fica a cerca de 100 km de Salvador, comoveu um grupo de ciclistas que estava perdido na região e que teve equipamentos quebrados na região durante uma trilha.

Segundo o ciclista Cristiano Torres, de 42 anos, o adolescente Márcio Vitor ajudou o grupo ao encontrar o caminho certo e também ao ceder o pedal da própria bicicleta para um dos ciclistas que teve o veículo quebrado. Como forma de agradecer, Cristiano e os outros colegas surpreenderam o garoto com uma bicicleta nova, dias depois dele ter ajudado os ciclistas. 


Ao G1, Cristiano contou como tudo aconteceu. "A gente marcou uma trilha para o domingo [6 de junho]. Chegando em um determinado lugar da trilha, eu acabei me perdendo e aí, por incrível que pareça, a gente parou no final de uma rua, onde fica a casa de Márcio Vitor", disse.

"Ele [o garoto] apareceu e falou: 'Tio, aí não tem saída, não'. Eu falei: 'Estou procurando um lugar chamado Pedra da Vaca'. Então ele disse que sabia onde era que levaria a gente lá. A partir daí eu já pensei: 'Que humildade desse garoto'. Foi então que começamos a amizade com ele", conta Cristiano.

Depois de receber a ajuda do garoto para encontrar a trilha, Cristiano e os colegas foram surpreendidos por outra situação.

"No meio do caminho furou o pneu de um colega e, quando chegamos no local [da trilha], o pedal de um colega da gente quebrou. Tentamos colocar no lugar mas não conseguimos. Pensamos em ele pegar um motoboy para chegar no vilarejo, mas aí Márcio Vitor falou que não precisava porque ele tiraria o pedal da bicicleta dele e daria ao rapaz para colocar na bicicleta", contou.

Grupo de ciclistas se une para ajudar menino que vive na zona rural de Feira de Santana
--:--/--:--
Grupo de ciclistas se une para ajudar menino que vive na zona rural de Feira de Santana

Márcio Vitor recebendo a bicicleta doada pelo grupo de ciclistas de Feira de Santana — Foto: Reprodução/Redes Sociais
Aí um dos colegas da gente falou assim: "Eu vou te dar o dinheiro para 
você comprar um pedal novo para sua bicicleta", relembra.
No entanto, o garoto não aceitou o dinheiro. "Não precisa. Deus me deu
 um, Deus me dá dez vezes mais", disse.
O grupo respeitou a decisão de Márcio Vitor naquele momento, como
 conta Cristiano, mas a partir daí, surgiu a ideia de ajudá-lo de alguma
 forma.
"Começamos a pedir nos grupos, as pessoas começaram a mandar 
donativos, cestas básicas, roupas e aí a gente doou. Além disso, 
dividimos o valor de uma bicicleta por praticamente 20 pessoas, e ele
 ficou feliz", conta o ciclista.
De máscara, o grupo voltou ao encontro de Márcio Vitor e fez uma
 doação no dia 14 de junho. A ação foi gravada por um dos integrantes 
do grupo. No vídeo, Cristiano fala com o menino.
“A gente trouxe um negócio pra tu massa. A galera em Feira se comoveu
 com o que você disse pra gente em relação ao pedal. E aí, a gente 
trouxe um negócio. Essa bicicleta é pra tu. Todo mundo se reuniu", 
diz Cristiano, no vídeo, ao mostrar a bicicleta nova a Márcio Victor.
“Você não falou que Deus ia te dar em dobro? Olha aí. Olha o que Deus 
fez. Reunimos um monte de gente, trouxemos cesta básica, roupa, 
capacete, bicicleta, luva", acrescentou.
Equipe do pedal indo levar a bicicleta para Márcio Vitor na zona rural de Feira de Santana — Foto: Reprodução/Redes Sociais
Equipe do pedal indo levar a bicicleta para Márcio Vitor na zona rural de Feira de Santana — Foto: Reprodução/Redes Sociais
Após ver a surpresa, o menino se emociona e é aplaudido pelo grupo de ciclistas.
Além da bicicleta, Cristiano conta que o grupo quis ajudar a família do 
garoto com donativos e que, como o vídeo está circulando em alguns
 grupos de WhatsApp, ele pretende arrecadar mais alimentos e ajudar 
as pessoas que moram no vilarejo de Márcio Vitor.
"Nosso objetivo é, também, aproveitar esse momento de pandemia, 
para fazer com que as pessoas se movam, ajudem as outras. Nosso 
mundo precisa disso, nosso país precisa", concluiu.
Veja mais notícias do estado no G1 Bahia.
Reações:

Postar um comentário

 
Top