motorista-preso-acidente-morte-jovem-camila-jacobina-bahia
O motorista suspeito de atingir a motocicleta da jovem Camila Mariano Soares, 27 anos, foi preso pela Polícia Militar na noite deste domingo (25). Ronaldo da Silva Souza, de 42 anos, suspeito de envolvimento no acidente que causou a morte de Camila, foi localizado próximo à sede da empresa de torres eólicas, onde presta serviço como motorista de veículo batedor. Ele é natural da cidade de Sorocaba-SP.
Conforme a Polícia Militar, a guarnição do distrito de Lages do Batata foi informada que um motorista envolvido em um acidente com vítima fatal havia fugido sem prestar socorro. Algumas informações passadas por populares diziam que o veículo envolvido no acidente era um dos utilizados como batedor por uma empresa de torres eólicas na cidade. De posse das informações, os policiais militares procederam nas diligências e encontraram o suspeito e o veículo próximo à sede da empresa.
Ronaldo, que segundo policiais apresentava sinais de ter ingerido bebida alcoólica, se recusou a fazer o teste do bafômetro, mas acabou recebendo voz de prisão e foi conduzido juntamente com o veículo para a Delegacia de Jacobina, onde as medidas cabíveis estão sendo adotadas. As circunstâncias do acidente serão investigadas pela Polícia Civil.
O acidente
Segundo relatos de testemunhas, Camila seguia pela Avenida Centenário, que é um trecho urbano da BR-324, próximo ao bairro Jacobina II, quando foi atingida pelo carro que Ronaldo conduzia. Ela perdeu o equilíbrio e caiu da moto, sofrendo ferimentos graves. Um motociclista que seguia logo atrás não conseguiu parar e acabou atropelando Camila. Populares pararam uma ambulância que passava pelo local e prestaram socorro à jovem, mas ela já chegou sem vida na Unidade de Pronto Atendimento (UPA).
camila-soares-morre-acidente-jacobina
O motociclista, que não teve o nome divulgado, também caiu e sofreu ferimentos, tendo que ser socorrido pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) para o Hospital Municipal de Jacobina. Houve muita reclamação pela demora no envio de uma ambulância do Samu, por conta da central de atendimentos e regulação ficar na cidade de Irecê, distante quase 200 km de Jacobina.
.
Fonte: Jacobina Notícia
Reações:

Postar um comentário

 
Top