Foto: Notícias de Santaluz
No último sábado (2), um incêndio atingiu centenas de casas em uma ocupação na região do Capão Redondo, zona sul de São Paulo. Foram necessárias 17 viaturas do Corpo de Bombeiros para controlar as chamas. As causas do incêndio ainda estão sendo investigadas.
Foto: Arquivo PessoalUma das vítimas é Dione dos Santos, de 42 anos, natural de Queimadas, na região sisaleira da Bahia, que teve o barraco de madeira onde morava há cerca de 4 anos totalmente destruído pelo fogo. Ele mora sozinho e não estava dentro do imóvel no momento do incêndio. “Tinha ido fazer um serviço em Embu das Artes e quando estava retornando recebi uma ligação, era o pessoal querendo saber se eu estava dentro da casa. Graças a Deus que não”, afirma.
Foto: Notícias de Santaluz
Vivendo agora na casa das irmãs, Dione pede doações para tentar construir uma casa nova e recuperar o que perdeu. “Perdi tudo o que estava dentro do barraco, desde roupas, móveis e eletrodomésticos até um material que havia guardado para construir uma casa de blocos. Só fiquei com um short e uma camisa. Até um miaeiro com quase duas mil moedas de um real que eu vinha juntando há algum tempo desapareceu”, afirma o homem.
“E para piorar ainda mais a situação, eu tinha acabado de comprar algumas roupas e sapatos para usar em uma viagem que estava programada para a Bahia, quando eu iria levar a minha mãe de volta para o distrito de Espanta Gado, em Queimadas, após ela ter passado alguns dias aqui em São Paulo cuidando da saúde. Só restou a conta pra pagar na loja, porque o material virou cinza. Nem consegui dormir de ontem (sábado) para hoje (domingo), fiquei aqui retirando o entulho com o pessoal. Muita gente também perdeu tudo o que tinha, inclusive veículos. O cenário é de destruição”, conta.
Dione disse que ele e as demais pessoas que tiveram as casas atingidas pelo fogo receberam da prefeitura coberta, colchão e cesta básica. “Ajuda no primeiro momento, mas não é nada diante de tudo o que a gente perdeu”, lamenta.
Quem se interessar em colaborar com qualquer doação pode entrar em contato com Dione pelo telefone (11) 98328-5046 ou com Renilda, na casa dela no distrito de Espanta Gado, em Queimadas, ou pelo número (75) 99856-1992.

Notícias de Santaluz


Reações:

Postar um comentário

 
Top