Gramas de ouro encontradas pelos agentes da Polícia Federal | Foto: Divulgação/PF
Gramas de ouro encontradas pelos agentes da Polícia Federal | Foto: Divulgação/PF
A Polícia Federal deflagrou nesta quarta-feira (5) a Operação Febre do Ouro, com o objetivo de desarticular suposto comércio ilegal de ouro extraído na região de Natividade, no estado de Tocantins. De acordo com a PF, cerca de 24 agentes cumprem seis mandados de busca e apreensão e 6 mandados de intimação, nas cidades tocantinenses de Chapada de Natividade, Natividade, Santa Rosa do Tocantins e no município baiano de Luís Eduardo Magalhães. As ordens judiciais foram expedidas pela Vara Federal de Gurupi (TO). Ainda de acordo com a PF, a investigação teve início a partir da realização de fiscalização em garimpo ilegal da região de Natividade. A medida visa desarticular o comércio ilegal de ouro extraído da cidade de Natividade e região, colher informações sobre os principais compradores de ouro e buscar elementos para estimar a quantidade de ouro extraída na localidade. A Polícia Federal destacou que, apesar de ser região conhecida pela exploração de ouro, não há a produção oficial declarada. Os investigados, conforme a PF, podem responder pelos crimes de organização criminosa, usurpação de bens da união e extração ilegal de ouro.
Materiais encontrados são utilizados para refinar o ouro | Foto: Divulgação/PF
Notícias de Santaluz
Reações:

Postar um comentário

 
Top