Segundo o delegado, familiares relataram que Laura Alves, 21, vinha sendo ameaçada por um ex-namorado que, de acordo com os parentes, é um foragido do presídio de Jaraguá.
m2wJFb6
Uma jovem de 21 anos e a filha dela, de apenas oito dias de vida, foram mortas a tiros dentro de casa, na quarta-feira (24), em Anápolis, a 55 km de Goiânia. De acordo com a Polícia Civil, Laura Catrine da Conceição Alves estava em casa com o bebê, que não teve a identidade divulgada, quando um homem armado invadiu o local atirando.
Segundo o delegado Renato Rodrigues Oliveira, familiares relataram que Laura vinha sendo ameaçada por um ex-namorado que, de acordo com os parentes, é um foragido do presídio de Jaraguá. “Nós vamos ter que ver certinho esta questão de relacionamentos anteriores, de ameaças que ela sofreu para realmente chegar neste ponto, se foi um feminicídio, se foi um crime passional ou não”, disse o delegado.
O crime ocorreu na tarde de quarta-feira, na casa em que Laura e a filha moravam, na região norte de Anápolis.
Conforme apurado pela reportagem, no local a perícia encontrou mais de 30 cápsulas de uma pistola 9 milímetros. Segundo a polícia, o bebê foi atingido por, pelo menos 4 disparos. Oliveira afirmou que uma das suspeitas é que a jovem tenha tentado fugir do atirador escondendo no banheiro, onde foi encontrada com a filha nos braços. TV Anhanguera.
.
Via blog do Marcelo
Reações:

Postar um comentário

 
Top