Técnico que mais comandou o Leão na história retorna para buscar a salvação.
Um ano depois de ser demitido por deixar o Vitória numa situação complicada no Campeonato Brasileiro, Vagner Mancini volta à equipe com a missão de salvar o Rubro-Negro do rebaixamento. O anúncio foi feito pela diretoria do Leão nesta terça-feira, 25.
Mancini – que é o treinador que mais acumula partidas à frente do Vitória, com 148 – fixou residência em Salvador e inicia o trabalho já a partir desta quarta, 26. Será sua quarta passagem pelo clube.
Além dele, quem também chega ao Vitória é Cléber Giglio, que assume a direção de futebol. Sua última passagem foi pelo Figueirense, em 2016.
Mancini e Giglio têm o árduo desafio de aplacar a crise política e administrativa que culminou com a saída de Petkovic do cargo de diretor de futebol, na segunda-feira.
Antes, o treinador Alexandre Gallo foi desligado e o presidente do clube, Ivã de Almeida, pediu uma licença de 90 dias. Até lá, quem responde pelo Rubro-Negro é o vice-presidente, Agenor Gordilho.
O anúncio da contratação dos novos treinador e diretor foi feito por meio de nota no site oficial do clube, como parte de uma “reestruturação” promovida por Agenor Gordinho, que, no comunicado assinado por ele mesmo, promete ainda “dar transparência aos atos da diretoria”, fazer evoluir o setor de marketing e RH, e contratar “empresa especializada para definir o modelo de gestão adequada”.
As novidades devolverão o dia-a-dia da Toca do Leão à normalidade – o contato com a imprensa havia sido limitado, com dois dias sem entrevistas coletivas.
Antes dos anúncios, o clube havia informado sobre as saídas do auxiliar Léo Cupertino e do preparador físico Maurinho, contratados na era Petkovic. O fisiologista Valter Abrantes retorna.
Reações:

Postar um comentário

 
Top