Família diz que ataque não comprometeu desempenho físico da criança, mas que ele não consegue nem ficar sozinho.

Resultado de imagem para menino atacado por rottweiler e salvo por vira-lata na BA


menino de 6 anos que foi atacado por uma cadela da raça rottweiller e salvo por um cachorro vita-lata, em Vitória da Conquista, cidade no sudoeste da Bahia, está em estado de choque e não consegue andar. Segundo relatou o pai da criança nesta segunda-feira (19), Célio Brito, ele está se recuperando ferimentos, mas o que preocupa mais é que o garotinho não consegue ficar sozinho. Além disso, mesmo sem qualquer comprometimento físico, Israel Brito não consegue andar. O problema, conforme relato do pai, é emocional.
"Desde o dia do acontecido ele não consegue andar. Nós iremos levá-lo à medicina especializada para que nos esclareça a razão dessa imobilidade momentânea dele. Quando ele fica sozinho em um ambiente em que ele tem aquela sensação psicológica que vai ser atacado, grita logo pela mãe ou pelo pai", revelou Célio.
Israel teve ferimentos na cabeça, no braço e na orelha. Ele foi atacado pela cadela quando brincava na rua onde avó mora. O pai tentou impedir, mas foi empurrado pelo animal. Só o cão vira-lata conseguiu que a cadela soltasse a criança. "A extrema e essencial ajuda de um vira-lata, da minha mãe inclusive, que apareceu ali e atacou aquele cachorro de forma que ele soltou a criança, e eu consegui trazer ele [o filho] pra mim", lembrou.
Os donos da rotweiller não quiseram gravar entrevista, mas informaram que apesar de grande, a cadela é dócil e nunca agrediu ninguém.Resultado de imagem para menino atacado por rottweiler e salvo por vira-lata na BA
Do: G1 - BA
Cão vira-lata que salvou menino de seis anos do ataque de uma cadela rottweiler na Bahia (Foto: Imagem/Tv Sudoeste)
Reações:

Postar um comentário

 
Top