Agente é do serviço de inteligência da Guarda e está fora de perigo. 
Protesto de familiares impede a saída de PMs dos Batalhões. 
















Um agente da Guarda Municipal de Vila Velha, no Espírito Santo, foi baleado na perna na tarde desta segunda-feira (6). Ele faz parte do serviço de inteligência da Guarda e foi ferido durante uma troca de tiros com criminosos.
De acordo com o coronel Celante, secretário de Prevenção à Violência e Trânsito de Vila Velha, o agente estava em um carro descaracterizado, com outros três guardas municipais.
“Eles faziam uma ronda para passar informações aos outros guardas quando, ao pararem em um semáforo, viram três suspeitos armados. Os agentes tentaram abordar os criminosos, mas um troca de tiros começou”.
Ele levou um tiro na perna. O agente foi socorrido, passa bem e está fora de perigo.
Protestos
A Grande Vitória e algumas cidades do interior do Estado estão sem policiamente desde a madrugada de sábado, quando familiares de policiais militares começaram a protestar em frente aos Batalhões. Eles impedem a saída dos PMs das unidades.
Além do reajuste salarial, os familiares pedem o pagamento de auxílio alimentação, periculosidade, insalubridade e adicional noturno. Também são denunciados o sucateamento da frota e falta de perspectiva de carreira.
Eles protestam pelos seus familiares porque os policiais militares são proibidos pelo Código Penal Militar de protestar, fazer greve ou paralisação. A pena para o PM que tomar parte em atos desse tipo pode chegar a dois ano de prisão.
do: g1
Reações:

Postar um comentário

 
Top