Após uma mobilização de senadores, especialmente da região nordeste, o Senado 
correu com a tramitação e aprovou o projeto de lei que eleva a vaquejada e o rodeio
 à condição de "manifestação cultural nacional".

Na prática, a proposta não legaliza os eventos, mas foi entendida pelos senadores 
como um primeiro passo para reverter a decisão do Supremo Tribunal Federal
 (STF), que tornou a vaquejada ilegal por considerar que a prática causa sofrimento
 animal.

Como o projeto já havia passado pela Câmara, agora o texto segue para a sanção
presidencial. A proposta havia sido aprovada apenas algumas horas antes na 
Comissão de Educação e Cultura do Senado, onde os parlamentares aprovaram 
um requerimento de urgência para colocar o projeto na pauta do plenário.

Estadão
Reações:

Postar um comentário

 
Top