Thiago Braz, novo campeão e recordista olímpico (AFP)No fim desta segunda (15), o Brasil conquistou sua nona medalha nos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro e a terceira no dia. E ela foi de ouro, com Thiago Braz, no salto em altura, com direito a novo recorde olímpico.
É a primeira medalha de ouro do Brasil no atletismo desde os Jogos Olímpicos de 1984, em Los Angeles, quando Joaquim Cruz ganhou a prova os 800 metros.
O brasileiro de 22 anos teve um duelo contra o recordista mundial e atual campeão olímpico, Renaud Lavillenie, que tinha passado tranquilamente por todas as alturas, até Thiago forçar a disputa.
Quando os dois passaram pela marca de 5,93 metros, até então a maior marca de Braz, o francês saltou 5,98 metros e bateu o recorde mundial, que já era seu.
Mas aí Thiago forçou a disputa e aumentou para 6,03 metros, uma marca da qual ele nunca tinha passado. E ele conseguiu com tranquilidade em seu primeiro salto, estabelecendo novo recorde olímpico.
Lavinellenie, que já tinha errado um salto, teve mais duas tentativas. E ele derrubou o sarrafo nas duas, garantindo o ouro ao brasileiro.
A medalha de bronze ficou com o americano Sam Kendricks, que foi eliminado na marca de 5,93, em que gastou seus três saltos e não conseguiu passar pelo sarrafo.
Reações:

Postar um comentário

 
Top