Thiago Santos de Jesus, conhecido como ‘Baé’, de 18 anos, morto na noite desta quinta-feira (18) dentro de casa no bairro Jacobina III, era acusado de ter assassinado a dona de casa Daniela Miranda Santos, de 35 anos, na frente dos filhos e do marido. O crime ocorreu em 24 de maio de 2015, também no bairro Jacobina III.


Daniela foi morta dentro de casa, na frente dos filhos (Foto: Reprodução)

Na época, Daniela estava na companhia de dois filhos, do marido e mais um amigo
 em sua residência. Baé ligou para Daniela e pediu que ela fosse até a janela. 
O acusado, que ainda era menor de idade na época do crime, atirou duas vezes no 
rosto da dona de casa quando ela abriu a janela. Daniela morreu na sala de sua casa,
 na frente da família. Baé fugiu após o crime, mas foi identificado e apreendido
 pela Polícia Civil pouco depois.

MATOU POR R$15

Daniela tinha um pequeno restaurante no fundo de sua residência, na Avenida 
Roque Reis, no bairro Jacobina III, e o acusado estaria lhe devendo uma quantia 
de R$15. Após ser preso, Baé assumiu que matou Daniela depois que ela cobrou
 o valor que devia no restaurante. O crime chocou a população jacobinense na
 época.

NÃO CUMPRIU PENA

Por ser menor de idade, Baé não cumpriu pena de reclusão pelo crime contra a 
dona de casa. Segundo a polícia, Baé era suspeito de cometer assaltos e de ter 
envolvimento com tráfico de drogas no bairro. No dia 5 deste mês, Baé e alguns 
comparsas fugiram de um cerco realizado pelas polícias Civil, Militar e Guarda 
Municipal no bairro Jacobina III, durante a Operação Imigração Ilegal.

Na fuga, os bandidos atiraram contra os policiais, que revidaram. O tiroteio 
assustou moradores do bairro Jacobina III. Durante a Operação Imigração Ilegal, 
cinco criminosos foram presos, entre eles dois oriundos da região de Irecê. Baé 
conseguiu escapar do cerco.

EXECUÇÃO

No início da noite de hoje (18), Baé estava em sua residência, assistindo televisão 
ao lado de uma tia, quando quatro homens armados invadiram a casa. Baé correu
 e se trancou em um dos quartos da casa. Os homens mandaram a tia de Baé sair,
 entraram no quarto e o executaram com vários tiros.


Após os disparos, os homens deixaram o local utilizando veículos não identificados.
 Ainda não há informações sobre a autoria do crime, mas a polícia suspeita que o
 homicídio tenha relação com o tráfico de drogas na região do bairro Jacobina III.

O corpo de Baé foi encaminhado pelo DPT para o IML de Jacobina.

Jacobina Notícias

Reações:

Postar um comentário

 
Top