Cidade localizada no norte do estado produziu mais 3 mil vagas de trabalho. 
Secretário municipal atribui saldo a avanço industrial e criação de shopping.

aniversário de juazeiro bahia (Foto: Reprodução/TV Bahia)Juazeiro tem mais de 200 mil habitantes, diz IBGE
(Foto: Reprodução/TV Bahia)
Com 218 mil habitantes, Juazeiro, no norte da Bahia, foi o terceiro município brasileiro quemais fez contratações com carteira assinada no primeiro semestre de 2016. Nos seis primeiros meses do ano, foram registradas 3.887 novas oportunidades com carteira assinada. A cidade só fica atrás de Franca (SP), com 6.102 admissões, e  Cristalina (GO), com 4.096 contratações. Os dados são do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged).
Apenas em junho, último mês da análise,Juazeiro registrou um total 1.547 contratações contra 840 desligamentos, o que gerou um saldo positivo de 707 novas oportunidades de emprego. Segundo o secretário de Desenvolvimento Econômico e Turismo do município, Carlos Neiva, os números positivos estão relacionados a diversificação da matriz econômica local, que é predominantemente relacionada ao setor de serviços (60% do PIB). 
Nos últimos dois anos, Neiva diz que o número de empresas no Distrito Industrial do município passou de 38 para 76. Além disso, destaca que outras 15 estão em construção e 55 com pedidos de área em análise.
No local, estão indústrias de construção eólica, de produção de luvas e rações, por exemplo. A atividade industrial na região tem forte ligação com o agronegócio.
Carlos Neiva detalha ainda que há três meses foi inaugurado um shopping em Juazeiro que gerou cerca dois mil empregos diretos. "Essa dinamização da matriz econômica é responsável pelo avanço local", afirma.
Caged
O Brasil já perdeu mais de meio milhão de postos de trabalho formais este ano, segundo dados do Caged. Junho foi o 15º mês seguido com mais demissões que contratações de trabalhadores com carteira assinada: foram 91 mil postos formais a menos.
Entre as 20 cidades que mais demitiram desde o início do ano, 13 são capitais: São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Salvador, Recife, Manaus, Brasília, Curitiba, Fortaleza, São Luis, Porto Alegre, Maceió, Teresina.
Cidades do interior registraram melhor desempenho do que suas capitais – nenhuma das 20 que mais contrataram é capital de seu estado.
Entre as 20 cidades que mais contrataram no semestre, Franca (SP), por exemplo, aparece em primeiro lugar (Veja a lista abaixo). Outras quatro cidades de São Paulo também aparecem na lista das que mais empregaram.
VEJA ABAIXO AS CIDADES QUE MAIS DEMITIRAM E AS QUE MAIS CONTRATARAM
As 20 cidades que mais demitiram:
São Paulo (SP): -68960
Rio de Janeiro (RJ): -55419
Belo Horizonte (MG): -25040
Salvador (BA): -17434
Recife (PE): -15470
Manaus (AM): -14611
Brasília (DF): -12815
Curitiba (PR): -11194
Fortaleza (CE): -10201
Campinas (SP): -10143
São Luis (MA): -8858
Guarulhos (SP): -8070
São Bernardo do Campo (SP): -7842
Macaé (RJ): -7623
Porto Alegre (RS): -7572
Niterói (RJ): -7395
Barueri (SP): -7369
Osasco (SP): -7037
Maceió (AL): -6918
Teresina (PI): -6606
As 20 cidades que mais contrataram:
Franca (SP): 6102
Cristalina (GO): 4096
Juazeiro (BA): 3887
Venâncio Aires (RS): 3653
Santa Cruz do Sul (RS): 3324
Nova Serrana (MG): 3271
Pontal (SP): 2939
Capanema (PR): 2519
Vista Alegre do Alto (SP): 2049
Guaíra (SP): 1932
Patrocínio (MG): 1904
Goianésia (GO): 1843
Campestre do Maranhão (MA): 1707
Alfenas (MG): 1513
Três Pontas (MG): 1487
Pitangueiras (SP): 1481
Eunápolis (BA): 1477
Teresópolis (RJ): 1427
Petrolina (PE): 1399
Três Lagoas (MS): 1311
Do G1- BA
Reações:

Postar um comentário

 
Top