Caio Almeida, de 27 anos, foi assassinado no Rio Vermelho, em Salvador.
Crime ocorreu em junho deste ano; duas comparsas seguem foragidas.

Irmão de Caio usou camisa com a foto da vítima acompanhada da mãe (Foto: Alan Tiago Alves/G1 Bahia)No enterro, irmão de Caio usou camisa com
a foto da vítima acompanhada da mãe
(Foto: Alan Tiago Alves/G1 Bahia)
Um adolescente de 16 anos confessou ter matado Caio Almeida de Melo Silva, jovem de 27 anos baleado ao tentar proteger o tio em um assalto no bairro do Rio Vermelho, em Salvador. A informação foi divulgada pela Polícia Civil na tarde desta terça-feira (26). O caso ocorreu em junho deste ano.
Com base em informações da titular da Delegacia do Adolescente Infrator (DAI), Claudenice Mayo, a Polícia Civil detalhou que o jovem responsável pela morte deu entrada no Hospital Geral do Estado (HGE), na sexta-feira (22), após se envolver em um troca de tiros com a polícia.
Após apreensão, a polícia acresenta que o jovem foi ouvido na sede da DAI, em Salvador, onde confessou a autoria do disparo que matou a vítima. Ainda segundo a polícia, ele disse que cometeu a infração ao lado de duas mulheres que estão sendo procuradas.
Em depoimento, a Polícia Civil relata que o jovem alegou que a intenção do trio era roubar uma motocicleta da vítima, mas que ela reagiu e foi baleada. Um celular e um relógio foram levados pelos suspeitos. O adolescente será encaminhado ao Ministério Público (MP) para adoção de medidas socioeducativas.
Proteção ao tio
jovem de 27 anos que morreu após ser baleado durante um assalto na porta de casa, no bairro do Rio Vermelho, em Salvador, foi atingido ao reagir para tentar proteger um tio, segundo informaram familiares. O jovem deixou uma companheira e uma filha de cinco anos. O caso ocorreu em junho deste ano.
"Ele estava chegando em casa do trabalho, por volta de 19h30, e foi abordado por duas mulheres e um homem. As câmeras lá da rua filmaram os suspeitos chegando. Ele tentou lutar com os suspeitos e na mesma hora o tio chegou e entrou em luta corporal também. O Caio foi tentar defender, e acabou atingido", afirmou o pintor Einadielson Almeida Melo, que também é tio de Caio, e irmão do outro tio da vítima que chegou no momento do assalto.
Ainda segundo o parente, o irmão que presenciou o assalto teve apenas ferimentos leves em uma das mãos. Uma mulher suspeita de envolvimento no crime já foi identificada através de câmeras de segurança de uma das casas da vizinhança, segundo a polícia, mas ninguém ainda foi preso.
  •  
aio Almeida de Melo Silva foi enterrado no cemitério Campo Santo (Foto: Alan Tiago Alves/G1 Bahia)Caio Almeida de Melo Silva foi enterrado no cemitério Campo Santo (Foto: Alan Tiago Alves/G1 Bahia)Do G1-BA
Reações:

Postar um comentário

 
Top