André Negão foi conduzido esta manhã para prestar esclarecimentos na Polícia Federal. Há suspeitas de irregularidades na construção da arena em Itaquera


Por GloboEsporte.com
São Paulo
André Luiz de Oliveira, vice-presidente do Corinthians, também conhecido como André Negão, foi levado pela Polícia Federal na manhã desta terça-feira para prestar depoimento na Operação Xepa, 26ª fase da Operação Lava Jato, que investiga esquema bilionário de desvio e lavagem de dinheiro envolvendo a Petrobras e empreiteiras. Há suspeitas de irregularidades na obra da Arena Corinthians, feita pela construtora Odebrecht, inclusive indícios de propina ao vice.
Chefe de gabinete de Andrés Sanchez, ex-presidente do Timão e deputado federal (PT-SP), Negão foi uma das pessoas levadas pela PF nesta manhã. Foram 110 mandados judiciais no Distrito Federal e nos estados de São Paulo, Rio de Janeiro, Santa Catarina, Rio Grande do Sul, Bahia, Piauí, Minas Gerais e Pernambuco.
André Negão Corinthians Policia Federal (Foto: Marcos Bezerra/Futura Press/Estadão Conteúdo)André Negão chega para depor na Polícia Federal (Foto: Marcos Bezerra/Futura Press/Estadão Conteúdo)
Ex-cambista de jogo do bicho, André Negão hoje não tem atuação no futebol do Timão, mas é o principal elo de Andrés dentro do Parque São Jorge, com grande influência na área social. Membro do grupo "Renovação & Transparência", ele se coloca como o favorito na linha sucessória da presidência, após a gestão de Roberto de Andrade, em 2018. 
Publicamente, ele admite o sonho de ser o primeiro presidente negro da história do Timão. Na verdade, André Negão sempre acalentou o sonho de ser mandatário do Corinthians. Nas duas últimas eleições, ameaçou se candidatar, mas recuou em troca de cargo na chapa vencedora.
Até o início do ano, o zagueiro André Vinícius, filho do vice-presidente, tinha vínculo com o Timão. Revelado na base do clube, nunca foi aproveitado, passando por diversos empréstimos. 
Outro fato curioso sobre André Negão é que ele já foi alvo de sete tiros, em uma tentativa de assassinato. Em entrevista ao "Portal Uol", em 2014, ele confirmou a história. Em seu Facebook, André aparece ainda como diretor executivo na empresa N&A; Multichassi Serviço Técnico.
Globoesporte.
Reações:

Postar um comentário

 
Top