Além do Tricolor, outros clubes também já sofreram com dois jogos em um mesmo 
dia. Esquadrão irá enfrentar o Galícia e a Juazeirense na próxima quarta-feira

Enfim é chegada a hora em que o Bahia terá que, de fato, se dividir e fazer dois jogos no mesmo dia. Mas, antes que alguém pense que isso é um absurdo, impossível de acontecer, que só poderia se permitido com um clube baiano, é bom que se diga que a arte de fazer duas partidas em um espaço de pouco mais de duas horas não é exclusiva do Tricolor. Muito antes do Esquadrão, São Paulo e Grêmio tiveram o mesmo – e até piorado – desafio.
treino do Bahia; Bahia (Foto: Divulgação/EC Bahia)Jogadores do Bahia vão disputar duas partidas nesta quarta-feira (Foto: Divulgação/EC Bahia)
Antes que as histórias de São Paulo e Grêmio sejam contadas, é bom relembrar que o primeiro jogo do Tricolor será contra Galícia, às 19h30, pelo Campeonato Baiano. O desafio diante do Juazeirense será às 21h45, pela Copa do Nordeste. Em campo, o técnico Doriva confirmou que irá mandar uma equipe sub-20 para Petrolina, onde acontece a partida contra o Cancão de Fogo, e deixa a principal em Salvador, para o jogo na Arena Fonte Nova.
Carrossel-2-JOGOS-DO-BAHIA (Foto: infoesporte)Bahia joga em dois lugares diferentes na noite desta quarta-feira (Foto: infoesporte)
Os dois jogos do Bahia no mesmo dia têm explicação. Tudo ocorreu por conta do amistoso do Esquadrão contra o Orlando City, realizado no dia 27 de fevereiro. Nesse mesmo dia estava marcado o confronto contra o Galícia. A Federação Bahiana de Futebol (FBF) então adiou o duelo diante do clube da colônia espanhola para o dia 9 de março, na mesma data da partida já agendada do Tricolor com a Juazeirense, pela Copa do Nordeste. O Bahia ainda tentou remarcar a data do jogo contra o Cancão de Fogo junto à Confederação Brasileira de Futebol (CBF), mas não foi atendido.
No caso de São Paulo e Grêmio, os jogos no mesmo dia aconteceram em circunstâncias um pouco diferentes do que irá ocorrer com o Bahia: o São Paulo chegou a ter o mesmo jogador em campo nos dois jogos e o Grêmio ampliou a dificuldade e fez três dois confrontos no mesmo dia. A fim de relembrar esses momentos, o GloboEsporte.com resgatou estes casos e contou as histórias abaixo. Confira.
SÃO PAULO E O JOGADOR DIVIDIDO
Em novembro de 1994, o São Paulo enfrentou o Sporting Cristal pela Copa Conmebol às 20h e o Grêmio, pelo Campeonato Brasileiro, às 22h. Nada muito diferente do caso do Bahia, não fosse o fato de o time paulista ter um jogador em campo nos dois confrontos. O ex-jogador Juninho Paulista, ainda garoto, no começo da sua carreira, esteve em campo em 32 minutos de um jogo e em outros 20 minutos da segunda partida. Ele ainda fez um gol, e o São Paulo venceu ambos os confrontos por 3 a 1.
O técnico Doriva, por sinal, estava na equipe paulista na ocasião e disputou a segunda partida do dia. Hoje ele vive a situação como treinador e diz ter boas expectativas, apesar do fator inusitado.
- Experiência nova como treinador. Tinha vivido como atleta, na época do São Paulo. Houve dois jogos no mesmo dia. Os jogos foram no mesmo local, em horários diferentes. Houve jogadores que disputaram os dois jogos, o Juninho participou dos dois jogos. Situação inusitada. Diferente. Menos mal que temos o sub-20, o Aroldo [Moreira, técnico do sub-20 que vai comandar o time em Petrolina] faz um grande trabalho. Alguns jogadores atuaram no profissional. A expectativa é boa, que possam representar bem a gente na Copa do Nordeste. Vão dar o máximo para fazer um grande jogo.
GRÊMIO E O JOGO TRIPLO
Se achava que era um absurdo duas partidas no mesmo dia, imagine disputar três jogos no mesmo estádio. Em 1994, o Grêmio enfrentou três clubes pelo Campeonato Gaúcho, às 14h, 16h e 18h. As partidas aconteceram no antigo estádio Olímpico e, ao todo, 42 jogadores ficaram concentrados. A ideia da equipe comandada na época por Luiz Felipe Scolari era encerrar os compromissos no Gauchão, já que o time participava de várias competições ao mesmo tempo: Copa do Brasil, Brasileiro, Supercopa e Conmebol. Mesmo com tantos jogos, o aproveitamento do Grêmio foi excelente nos três. O time de Porto Alegre empatou um e venceu os outros dois.
Reações:

Postar um comentário

 
Top