Banhistas tiraram um jovem golfinho da água para tirar fotos e o mataram
Banhistas tiraram um golfinho da água para tirar fotos e o mataram(Reprodução/Facebook/Hernán Coria/VEJA.com)
A ONG World Wildlife Foundation (WWF) comunicou nesta quarta-feira que um golfinho morreu na cidade de Santa Teresita, na Argentina, após um grupo de banhistas o tirarem da água para fotografá-lo. De acordo com a fundação, os turistas retiraram da água dois golfinhos franciscanos, um dos menores golfinhos do mundo, medindo entre 1,30 e 1,70 metro de comprimento. Os animais foram passados de mão em mão para dezenas de pessoas fazerem selfies. Um deles não resistiu tanto tempo fora da água e morreu. O episódio aconteceu no último final de semana.
"A ocasião serve para informar o público sobre a necessidade urgente de não retirar os golfinhos do mar. É vital que as pessoas ajudem a preservar os animais em seu habitat e não fora dele", diz o comunicado emitido pela ONG. O golfinho franciscano é uma espécie vulnerável à extinção e apenas pode ser encontrada na Argentina, Uruguai e Brasil. Na Argentina, ele vive principalmente ao largo da costa da província de Buenos Aires.
(Da redação)
O golfinho morto foi abandonado na praia
O golfinho morto foi abandonado na praia(Reprodução/Facebook/Hernán Coria/VEJA.com)
Reações:

Postar um comentário

 
Top