Atacante substitui Ganso aos 40 minutos do segundo tempo e define a vitória que garante o Tricolor no Grupo 1 da Taça Libertadores; Michel Bastos perde penalidade

ROGÉRIO: O ILUMINADO!

O São Paulo venceu o César Vallejo e está classificado para o Grupo 1 da Taça Libertadores. A melhor notícia neste início de ano do Tricolor foi confirmada pelos pés de Rogério. Ovacionado pela torcida que lotou o Pacaembu, o atacante substituiu Ganso aos 40 do segundo tempo e dois minutos depois decidiu a vitória por 1 a 0. O são-paulino esperava uma passagem de fase bem mais tranquila, mas sofreu com o pênalti perdido por Michel Bastos (e mal marcado pela arbitragem). O torcedor só pôde comemorar no fim. Para ir longe na competição continental, porém, o técnico Edgardo Bauza terá de fazer o time aprimorar as finalizações. Foram 24 no total, mas apenas Rogério tirou o grito de gol da garganta Tricolor.

TRAVE QUASE PARA O TRICOLOR

A trave parou o São Paulo três vezes no Pacaembu: Michel Bastos, de pênalti, aos seis minutos, Calleri, de carrinho, aos 35, e novamente com Hudson em chute forte de fora da área, um minuto depois.
– Eu tirei do goleiro, vi que ele saiu para o outro lado e virei o pé. Bateu na trave. Fico triste, mas tem de se recolocar no jogo como aconteceu – explicou Michel.
TALISMÃ
Rogério havia sido o autor do gol que tinha colocado o São Paulo na primeira fase da Taça Libertadores, ao marcar contra o Goiás, na última rodada do Brasileirão do ano passado. Nesta quarta-feira, ele novamente entrou no segundo tempo, ovacionado pela torcida, e decidiu.
– O gol é resultado do trabalho. É uma emoção muito grande ter a torcida do meu lado, me apoiando. O negócio é não abaixar a cabeça. Estou sempre focado nos meus objetivos. Contra o Goiás, já havia marcado aquele gol e agora consegui repetir a dose.
Reações:

Postar um comentário

 
Top