Com seu trabalho, David Bowie, que faleceu na noite deste domingo (10), influenciou a cultura pop de forma profunda e diversa: música, cinema, teatro, moda e movimentos de contracultura devem muito a ele.
Divulgação© Fornecido por Catraca Livre Divulgação
Assim como as diversas manifestações artísticas, nós, independentemente da área de atuação, também temos algumas lições a aprender com o camaleão do rock:
1) Tenha um propósito!
“Suponho que para mim, como um artista, não queria só expressar meu trabalho. Queria mesmo, mais do que tudo, contribuir de alguma forma para a cultura em que eu estava inserido.”
Não foi à toa que Bowie superou as dificuldades impostas pela doença para concluir seu último álbum e só morreu depois que conseguiu fazer isso. Ele tinha um propósito! Que o motivava apesar de tudo. Quando encontramos o nosso propósito, fica mais fácil lidar com as pressões do dia a dia de trabalho. Nos tornamos mais resilientes e capazes de chegar mais longe.
2. Reinventar-se é preciso!
Durante sua carreira, Bowie demonstrou diversas faces artísticas. Passou pelo folk, hard rock, pop experimental, punk e também pelo soul. A cada novo álbum nascia um artista diferente, musical e esteticamente. Novas performances, figurinos e cenários surgiam. Mesmo com tantas mudanças, ele seguia produzindo álbuns aclamados pela crítica e muito bem aceitos pelo público.
Sem dúvida, essa vontade de mudança e inquietude também podem fazer a diferença no nosso dia a dia de trabalho!
3. Para ser referência na sua área é necessário enxergar mais longe!
“O amanhã pertence àqueles que podem escutá-lo chegando”
Como dito por Bowie durante uma entrevista (1977), para conseguirmos sair na frente da concorrência, ditar tendências, seja no mundo dos negócios ou no artístico, é preciso estar sempre atento ao que está acontecendo ao nosso redor (analise, analise e analise!), fazer ligações entre fatos e prever cenários a curto, médio e longo prazo.
4. Juntos somos melhores!
Apesar de ser um artista solo, ao longo de sua trajetória, Bowie não caminhou sozinho. Um de seus grandes sucessos, a canção “Fame”, por exemplo, nasceu da parceria com John Lennon. “Under Pressure”, outro sucesso do artista, foi composto em 1981 em parceria com Freddie Mercury.
Lembre-se desses exemplos quando estiver trabalhando em um projeto importante ou precisando de uma ideia, com certeza com ajuda você conseguirá resultados muito melhores.
Texto adaptado do blog Chega Mais.
Reações:

Postar um comentário

 
Top