0-blog-Zé Carlos Borges-CHESF-Sobradinho-e1426099958176
As chuvas que caíram no Rio São Francisco na região de Minas Gerais e as medidas preventivas tomadas pela Agência Nacional de Águas (ANA), Ibama e Companhia Hidro Elétrica do São Francisco estão permitindo expectativa de melhora do cenário no reservatório de Sobradinho (BA).
O superintendente de Operação da Chesf, João Henrique Franklin, afirmou, durante o XXI  Simpósio de Recursos Hídricos, realizado em Brasília, que mesmo diante dos cenários pluviométricos desfavoráveis na bacia do rio São Francisco, a previsão da Chesf é de que o reservatório de Sobradinho passe a aumentar seu volume, após atingir 1% de seu volume útil. Atualmente, o reservatório está em 1,6%.
O armazenamento seria ampliado com a ajuda das chuvas previstas e também das medidas restritivas de redução das vazões, atualmente em 900m3/s e com forte possibilidade de chegar a 800m3/s já no início de dezembro.
Ele lembrou ainda que a matriz energética da região Nordeste mudou nos últimos anos, não sendo mais dependente apenas das hidrelétricas, mas sim de uma interligação de fontes eólicas e térmicas. “A operação futura na bacia do São Francisco será muito mais considerando os usos múltiplos da água, do que energética”, concluiu.
Ascom
Reações:

Postar um comentário

 
Top