Pernambucana veio para Salvador após conhecer uma jovem pelas redes sociais
Tinha tudo para ser a viagem dos sonhos, mas a pernambucana
Nayara de Melo, 22 anos, não esperava que tudo se transformasse em um pesadelo.
A jovem conheceu a baiana Ingrid Leal Mendes, 22, pelas redes sociais e
resolveu vir passear em Salvador no mês de abril. Ela só não imaginou que a
nova amiga fosse envolvida em uma vida criminosa e que já tivesse se
relacionado com traficantes rivais. Assista ao vídeoExperimente grátis toda a programação da Record no R7 Play
Tinha tudo para ser a viagem dos sonhos, mas a pernambucana Nayara de Melo, 22 anos, não esperava que tudo se transformasse em um pesadelo. A jovem conheceu a baiana Ingrid Leal Mendes, 22, pelas redes sociais e resolveu vir passear em Salvador no mês de abril. Ela só não imaginou que a nova amiga fosse envolvida em uma vida criminosa e que já tivesse se relacionado com traficantes rivaisAssista ao vídeo
Assim que chegou em Salvador, Nayara foi recebida por Ingrid
e foram para um bar no município de Lauro de Freitas, na região metropolitana
de Salvador. Lá, as duas foram abordadas por três homens, entre eles, um
adolescente, e levadas para uma outra localidade na cidade
Assim que chegou em Salvador, Nayara foi recebida por Ingrid e foram para um bar no município de Lauro de Freitas, na região metropolitana de Salvador. Lá, as duas foram abordadas por três homens, entre eles, um adolescente, e levadas para uma outra localidade na cidade
Foto: Reprodução/Record Bahia
No meio do matagal, as duas foram estupradas, agredidas, baleadas em diversas partes do corpo e queimadas com cigarro. Ingrid morreu no local, já Nayara, que teve um corte profundo no pescoço, conseguiu escapar.— Vai ser impossível esquecer. Ainda que passe todos os anos, toda a minha vida, vou ter cicatrizes que vão lembrar o que aconteceu
No meio do matagal, as duas foram estupradas, agredidas, baleadas em diversas partes do corpo e queimadas com cigarro. Ingrid morreu no local, já Nayara, que teve um corte profundo no pescoço, conseguiu escapar.

— Vai ser impossível esquecer. Ainda que passe todos os anos, toda a minha vida, vou ter cicatrizes que vão lembrar o que aconteceu
Foto: Reprodução/Record Bahia
Emocionada, Nayara falou que mesmo não conhecendo muito bem a amiga, ela não merecia ter morrido de forma tão bárbara. — Não consigo entender como um ser humano, que tem a oportunidade de respirar, de ter a vida, consegue chegar à tamanha brutalidade
Emocionada, Nayara falou que mesmo não conhecendo muito bem a amiga, ela não merecia ter morrido de forma tão bárbara. 

— Não consigo entender como um ser humano, que tem a oportunidade de respirar, de ter a vida, consegue chegar à tamanha brutalidade

Após cometer o crime barbado, os acusados foram presos:
Romário Santana da Silva, que estava escondido na casa dos avôs, foi preso no
dia 26 de maio na localidade conhecida como Água Fria, em Riachão do Jacuípe,
interior da Bahia. Já Jeferson Jesus Carvalho foi preso no dia 8 de junho, no
bairro de Portão, em Lauro de Freitas. O crime teria sido cometido a mando de
um presidiário
Após cometer o crime barbado, os acusados foram presos: Romário Santana da Silva, que estava escondido na casa dos avôs, foi preso no dia 26 de maio na localidade conhecida como Água Fria, em Riachão do Jacuípe, interior da Bahia. Já Jeferson Jesus Carvalho foi preso no dia 8 de junho, no bairro de Portão, em Lauro de Freitas. O crime teria sido cometido a mando de um presidiário
Após 15 dias em coma e cinco meses internada em uma unidade hospitalar na capital baiana, Nayara teve alta médica no dia do seu aniversário e deixou um recado para os jovens.— Obedeça as suas mães, escute as suas mães. Eu sei que mãe sempre briga, tem aqueles momentos que a gente quer bater de frente, que ela está errada, que é chata, mas elas realmete sabem o que está acontecendo. E também não conhecer pessoas em redes sociais, não criar vínculos de amizades em redes sociais
Após 15 dias em coma e cinco meses internada em uma unidade hospitalar na capital baiana, Nayara teve alta médica no dia do seu aniversário e deixou um recado para os jovens.

— Obedeça as suas mães, escute as suas mães. Eu sei que mãe sempre briga, tem aqueles momentos que a gente quer bater de frente, que ela está errada, que é chata, mas elas realmete sabem o que está acontecendo. E também não conhecer pessoas em redes sociais, não criar vínculos de amizades em redes sociais


Do R7 com Record Bahia

Reações:

Postar um comentário

 
Top