Roda de capoeira. Foto: Acervo Iphan
Pode chamar para a Roda, pois no dia 21 de outubro de 2015 o país comemora sete anos de reconhecimento da Roda de Capoeira e do Ofício do Mestre de Capoeira como patrimônio cultural brasileiro. 
Inscrita no Livro de Registro das Formas de Expressão em 2008, a Roda é elemento estruturante de uma manifestação cultural, espaço e tempo, onde se expressam simultaneamente o canto, o toque dos instrumentos, a dança, os golpes, o jogo, a brincadeira, os símbolos e rituais de herança africana. 
Originada no século XVII, hoje, é um dos maiores símbolos da identidade brasileira e está presente em todo território nacional, além de praticada em mais de 160 países, em todos os continentes. No final de 2014, a Roda recebeu da Unesco o título de Patrimônio Cultural Imaterial da Humanidade. 
O Ofício dos Mestres de Capoeira é exercido por aqueles detentores dos conhecimentos tradicionais dessa manifestação e responsáveis pela transmissão de suas práticas, rituais e herança cultural. É transmitido de modo oral e gestual, de forma participativa e interativa, nas rodas, nas ruas e nas academias, assim como nas relações de sociabilidade e familiaridade construídas entre mestres e aprendizes.  
Reações:

Postar um comentário

 
Top