Craque é considerado inocente em processo do MP, mas ainda é suspeito em investigação da Receita Federal por sonegação de R$ 18 milhões

Lionel Messi está perto de ficar livre das acusações de fraude fiscal na Espanha, mas continuará sofrendo ao lado de sua família pelo polêmico caso. O Ministério Público da Espanha absolveu o craque do Barcelona após investigação, mas solicitou a prisão de seu pai, Jorge Horacio, por 18 meses, de acordo com a agência "Efe". O pedido foi apresentado ao tribunal 3 de Gavà.
Lionel Messi barcelona corte (Foto: Agência Reuters)Messi prestou depoimento sobre o caso em 2013 (Foto: Agência Reuters)
Durante todo o processo, o MP já vinha mostrando dúvidas sobre a participação de Messi na sonegação de € 4,1 milhões (R$ 18 milhões) entre os anos de 2007 e 2009. Após ouvir o depoimento do jogador, pediu o arquivamento da acusação. O camisa 10, porém, ainda é suspeito de participação na fraude no processo conduzido pela Receita Federal.
A investigação da Justiça espanhola teve início em 2013, com base em uma denúncia do jornal "El País", e tem como alvo um suposto esquema para não declarar um montante que era desviado para empresas em paraísos fiscais e contratos de prestação de serviços em outros países. Depois, este dinheiro voltava livre de impostos para a Espanha.
No mesmo ano, Messi e seu pai tiveram que prestar depoimento - na época, Jorge Horacio chegou a pagar  € 5 milhões à Receita espanhola para evitar a responsabilidade civil diante da acusação de fraude. Neste ano, em junho, o jogador teve um recurso contra a acusação negado pela Justiça, mesmo depois que seu pai e empresário assumiu a autoria do delito.
Reações:

Postar um comentário

 
Top