O objetivo da mudança, segundo a Anatel, é atender à crescente demanda pelo serviço móvel
nonodigito_01
Baianos precisam adicionar nono dígito ao número do celular (Foto: Reprodução)
Começa a vigorar hoje a determinação da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) de que todo os telefones móveis da Bahia, assim como Sergipe e Minas Gerais, terão que acrescentar o 9 aos seus números. A medida deve atingir todo o Brasil até o final de 2016. Na Bahia, a mudança vai mexer com 18,69 milhões de linhas, que deverão adotar o novo formato: 9xxxx-xxxx.
Para quem tem smartphone, já estão disponíveis vários aplicativos gratuitos para atualizar a agenda. Mas quem tem um celular antigo vai ter que atualizar a agenda manualmente, acrescentando o 9 no início de todos os contatos. As quatro operadoras anunciaram que já possuem apps próprios e gratuitos para fazer a edição dos contatos. Ao entrar na loja virtual no seu smartphone (App Store, para sistema iOS, e Google Play, para Android), basta digitar o “nome da operadora” + “9º dígito” e encontrar o aplicativo disponível.
Há, porém, a possibilidade do usuário utilizar apps independentes. Quem não conseguir atualizar a tempo todos os contatos pode se tranquilizar porque as ligações com 8 dígitos ainda serão completadas normalmente até dia 20. Gradualmente, porém, de 21 de outubro de 2015 até 18 de janeiro de 2016, o usuário receberá mensagens com orientações sobre a nova forma de discagem.
Depois desse período, as chamadas com 8 dígitos não serão mais completadas nem as mensagens SMS e MMS serão enviadas se forem usados 8 dígitos. Na Bahia, são 122,94 linhas móveis para cada 100 pessoas. Ou seja, há mais celulares do que habitantes. Das mais de 18 milhões de linhas ativas na Bahia, a operadora Claro tem 29,48% delas. Já as linhas da Vivo representam 25,51% dos telefones. As linhas Oi são 22,60% do total de números de celulares e as da TIM representam 22,39% dos contatos de telefonia móvel.
O objetivo da mudança, segundo a Anatel, é atender à crescente demanda pelo serviço móvel. Dessa forma, digitar o número 9 à frente dos celulares permite que as operadoras tenham mais opções de combinações. “Caso a Anatel não tomasse essa medida, a população poderia não ter mais novas linhas para adquirir”, diz o gerente regional da Anatel – Bahia e Sergipe, Hermano Barros. A agência alerta que não haverá mudança para telefones fixos.
*Correio da Bahia
Reações:

Postar um comentário

 
Top