Presidente deixa no ar a possibilidade de o contrato terminar antes do fim de 2016: “Podemos fazer uma avaliação melhor quando acabar, ou se acabar antes…”
ronaldinho-gaucho-corre-no-gramado-das-laranjeiras-em-seu-primeiro-dia-de-treinos-no-fluminense-1438027921963_956x500
Quando o sorteio das quartas de final da Copa do Brasil definiu que Fluminense e Grêmio se enfrentariam, a associação foi imediata: Ronaldinho Gaúcho, aos 35 anos, vai jogar contra o time que o revelou. A expectativa desse reencontro, porém, foi perdendo força. O Tricolor entrou em uma péssima fase no Campeonato Brasileiro, e o camisa 10 pouco produziu nesse tempo. Foi poupado diversas vezes para aprimorar a forma física, deixou a desejar em suas atuações, chegou a admitir isso e, agora, estará no banco de reservas diante da equipe gaúcha.
O técnico Eduardo Baptista não fez rodeios ao confirmar a presença de Ronaldinho Gaúcho na reserva no duelo desta quarta-feira, que tem início às 22h (de Brasília), no Maracanã. O novo comandante do Fluminense repetiu que R10 ainda não está em sua forma física ideal, mas garantiu que o meia entra durante o jogo – contra a Ponte Preta, no último sábado, atuou durante 30 minutos.
É um consenso que Ronaldinho não será capaz de apresentar o mesmo futebol que jogou no Atlético-MG em 2013, quando o time mineiro conquistou o título mais importante de sua história, a Libertadores da América. Perguntado se contratar R10 foi um erro, devido às expectativas criadas sobre o desempenho do craque, o presidente Peter Siemsen respondeu que foi uma oportunidade de associar o Fluminense a um grande nome da história do futebol. Em seguida, o mandatário deixou no ar a possibilidade de o contrato do meia terminar antes do que foi assinado. Ou seja, antes do fim de 2016.
- Eu diria que foi uma oportunidade que nos associou a um nome incrível na história do futebol. É uma situação que para nós não é fácil. Nós estamos trabalhando, queremos que ele esteja na melhor condição física. Chegou em um momento muito forte na temporada. Estamos trabalhando para que em algum momento ele se encaixe. Vivemos a expectativa. Eu não acho que foi um erro, acho que foi uma oportunidade. Acho que podemos fazer uma avaliação melhor quando o contrato dele acabar, se acabar antes, se acabar no fim do contrato mesmo…
Peter admitiu dificuldades do desenvolvimento de Ronaldinho Gaúcho no Fluminense. Ele disse que as condições da chegada do meia não foram ideais para a evolução do jogador após um longo período parado. Assinou contrato com o Tricolor no dia 11 de julho. Antes, sua última partida pelo Querétaro havia sido no dia 31 de maio, 20 dias antes de anunciar sua saída do clube mexicano.
- Ele chegou em um momento muito avançado na temporada e sem estar jogando no fim da temporada do México, que é um momento diferente. Condições não foram ideais para o desenvolvimento dele. Estou confiante que podemos reverter esse quadro – disse Peter.
Sua estreia pelo Fluminense, no dia primeiro de agosto, foi justamente contra a equipe gaúcha, quando os cariocas venceram por 1 a 0, no Maracanã. R10 participou do gol, ao lançar a bola desviada por Wellington Paulista para Marcos Junior marcar. Depois disso, virou coadjuvante.
Na última vez em que Ronaldinho ficou no banco de reservas do Maracanã, nem chegou a entrar. Foi contra o Palmeiras, na goleada sofrida na noite em que Enderson Moreira foi demitido. Nesta quarta, Eduardo Baptista pretende colocá-lo em campo no decorrer da partida.
.
Globoesporte.com
Reações:

Postar um comentário

 
Top