Glauber Rocha dizia que não era preciso mais que uma câmera na mão e uma ideia na cabeça.
Pois o holandês Mendel Hardeman agora só precisa de um projetor e uma parede branca. É assim que o diretor traz seu filme "O Mar de Antônio Peregrino" ao Brasil, com um cinema itinerante. E a principal parada será no sertão da Bahia, em Canudos.

SETEMBRO 
Estreia - Sexta, 18 de setembro, às 18h: Canudos Velho, às margens do açude do Cocorobó. 
Sábado, 19 de setembro, 18h: Povoado do Raso.

OUTUBRO 
Quinta 15 de outubro: Canudos, IPMC.
20 de outubro: Feira de Santana, local a confirmar.
21 de outubro,19h30: Salvador, Sala Walter da Silveira.
O filme também será apresentado em Rio do Vigário, Uauá, Bendegó, Macururé e Santa Cruz em Macururé, com datas e locais ainda a confirmar. 

O Mar de Antônio Peregrino 
Os cineastas Mendel Hardeman e Susanne Dick passaram sete anos trabalhando neste documentário que narra a fascinante história do peregrino Antônio Conselheiro, fundador do arraial de Canudos, a partir de depoimentos de moradores da região. No final das filmagens, os realizadores trouxeram um cinema itinerante e apresentaram as primeiras cenas às pessoas retratadas. Em pequenos vilarejos sem eletricidade ou água encanada, ao cair da tarde, os moradores se reuniam frente a uma parede branca para a primeira sessão de cinema de suas vidas. Estas noites muito especiais levaram à ideia de difundir o filme desta mesma forma, fora dos cinemas convencionais.
A estréia nacional, que acontece no dia 18 de setembro em Canudos Velho, às margens do açude que cobre a antiga cidade, será o início de uma turnê de 6 semanas pelo sertão. 
O documentário será mostrado pelos próprios cineastas, em paredes brancas em cidades e vilarejos nos arredores de Canudos. Um dos episódios mais fascinantes da nossa história, a Guerra de Canudos (1896- 1897) já foi tema de muitos livros e filmes.
Impressionado pela história desde os tempos de criança, quando viveu com a família no Brasil, Mendel Hardeman decidiu conhecer Canudos e já a partir do primeiro encontro com o sertão surgiu o projeto do filme. "Desci do ônibus e me apaixonei na hora, me senti em casa. Foi como se esta história estivesse me chamando", conta. "O Mar de Antônio Peregrino" vai em busca das pessoas e dos sonhos de Canudos. 
"No Brasil todo mundo conhece esta frase de Antônio Conselheiro, mas pouca gente sabe que o local onde ele disse isso realmente está embaixo d'água hoje", lembra Mendel.


Leia mais: http://www.portallformosa.com/news/filme-mar-de-antonio-peregrino-sera-apresentado-em-canudos-uaua-macurure-e-regiao-a-estreia-sera-no-dia-18-em-canudos-velho/#.VfeTDClgpyo.facebook
Reações:

Postar um comentário

 
Top